Santuário Nossa Senhora Aparecida

Evangelizando e Perseverando na Fé

Como o Natal pode nos fazer sentir o amor de Deus

São Paulo VI acreditava que o Natal é uma festa que nos ajuda a nos sentir amados por Deus, um amor que pode alimentar nossa vida espiritual

Natal é uma bela época do ano e, segundo São Paulo VI, é uma festa que deve nos lembrar do amor de Deus por nós.

A realidade é que, no Natal, Deus vem ao mundo para cada um de nós. E ele o faz por causa de seu imenso amor por nós – um amor que deve alimentar nossa espiritualidade.

São Paulo VI explica isso em sua homilia de Natal de 1963:

“O coração do Todo-Poderoso se abre! Por trás da cena do Presépio está a infinita ternura do Criador que ama. Em uma palavra: há infinita bondade. Deus, nos amando, quer tecer uma conversa com os homens, estabelecer relações de familiaridade conosco… A bondade de Deus! Deus é bom! Esta é a mensagem do Natal… em Jesus Cristo cada um de nós foi pensado, cada um de nós é amado… Cada um de nós, hoje, deve sentir o quanto é amado por Deus.”

Por meio da encarnação, Deus vem para estar conosco e nos elevar para uma nova vida.

O amor se alastra

Este sentimento de amor que o Natal pode estimular deve, por sua vez, impactar nossa prática de fé, como explica Paulo VI:

“Quando pensamos que somos amados, não sentimos que toda a nossa psicologia está mudando? Uma criança, se sente que os pais a amam, progride na docilidade afetuosa…

Uma transformação semelhante é encontrada na esfera espiritual. Se sentimos que somos amados por Deus, encontramos a direção certa para nossa vida. Quando nos sentimos amados por Deus, tornamo-nos generosos… Em suma, somos capazes de amar os outros, de fazer o bem e de ser dispensadores de caridade, pois intuímos o segredo de Deus, que é a caridade. De sorte que, tendo recebido este seu grande e infinito dom, sejamos, por sua vez, ministros da caridade e do bem para os outros.”

Então, que no Natal possamos sentir o amor que Deus tem por cada um de nós e que esse amor nos conduza em todas as nossas palavras e ações.

Fonte: pt.aleteia.org

Gostou do conteúdo? Compartilhe!